Já fez sua lista de metas para 2012?

Veja os pontos que atrapalham nessa conquista

O último mês do ano é a data perfeita para definir as metas para o ano que vai chegar. Em todas as esferas da vida são definidos alguns objetivos, sejam eles referentes à saúde, sejam às finanças, ao amor ou à carreira. Desejar conquistar seus objetivos, porém, não é o suficiente para que eles se tornem realidade e algumas barreiras no meio do caminho deverão ser superadas para chegar lá.

Apenas 30% das pessoas que fazem aquela tradicional listinha de metas conseguem atingir seus objetivos. Isso quer dizer que a maioria dos profissionais se perde no meio do caminho e simplesmente não realiza suas metas.

Mas por que será que isso acontece e, para piorar, com tanta frequência? Os principais motivos que atrapalham a maioria dos profissionais a realizar os desejos propostos são falta de planejamento, incerteza sobre seus objetivos e metas não factíveis.

Além disso, é muito comum terceirizar a culpa, ou seja, acreditar que não conseguiu aquela promoção por culpa do chefe ou porque outro colaborador atrapalhou ou ainda porque a família interferiu.

Para auxiliar aqueles que desejam fazer da sua lista de metas para 2012 algo real e, de fato, conquistar cada ponto estipulado, elaboramos uma listinha, mas uma que revela quais são os principais problemas para se alcançar os objetivos, veja a seguir:

Dificuldade de planejar

É algo cultural do brasileiro não ser um expert em planejamento. Essa falta de hábito em fazer planejamento, seja no curto, seja no médio prazo, pode ser determinante, atrapalhando muito alcançar as metas.

Legitimidade dos próprios objetivos

Nem todas as pessoas definem sonhos pessoais, e muitas querem conquistar essa ou aquela meta para agradar à família ou porque estão sendo influenciadas por alguém. Essa é uma grande barreira. Se você não se sente dono do objetivo, ele não vai se sustentar.

Sonhos sem viabilidade

Para atingir um objetivo, é essencial que ele seja viável. De nada vai adiantar um estagiário definir como meta de curto prazo ser diretor da empresa em que trabalha. Este pode ser um exemplo incomum, mas é algo corriqueiro, as pessoas definirem objetivos que vão além da sua capacidade.

Não está errado ter sonhos grandiosos, o problema é que, na prática, se você define uma meta inviável, dificilmente vai conseguir conquistá-la e, consequentemente, vai se sentir frustrado e achando que não é capaz. Isso pode fazer toda a diferença, se você coloca metas muito arrojadas você desanima, porque dificilmente as conquistará.

Falta de automotivação

Se você não é um profissional automotivado, no primeiro tropeço você cai e fica. As metas demandam tempo, dedicação e habilidade para superar os fracassos. Isso quer dizer que nada será alcançado do dia para a noite e, se você não consegue se automotivar constantemente, o objetivo vai ficando cada vez mais distante.

O principal erro ao enfrentar um fracasso é culpar os outros. Culpar a empresa, o chefe, o trânsito, a família, os filhos não vai ajudar em nada. O profissional tem de ser, acima de tudo, determinado, ou seja, caso encontre um problema, assuma a responsabilidade, enfrente e siga adiante. Para isso, é preciso automotivação.

Falta de autocrença

Diz o famoso dito popular: “você é aquilo que acredita ser”. É isso mesmo, se o profissional não acredita em si mesmo, dificilmente as pessoas vão acreditar nele. Acreditar no seu potencial, na sua inteligência, na sua capacidade vai ajudar a atingir suas metas. O ambiente em que se vive pode influenciar muito nesse aspecto, ou seja, mantenha perto as pessoas que o estimulam e deixe de lado aquelas que o influenciam negativamente.

Por: TED Editorial

COMENTE AQUI

<< VOLTAR

Senac SP oferece 12 mil bolsas de estudos

Mariana Fonseca

O Senac São Paulo anunciou (1 de dezembro 2011) a abertura de 12 mil bolsas de estudos em todo o estado. Os descontos variam de 50% a 100% em cursos livres de curta duração. Nos cursos técnicos e nas capacitações com mais de 160 horas, as bolsas são integrais.

Para participar, o candidato deve ter renda familiar per capita de até dois salários mínimos (R$ 1.090), não estar matriculado em nenhum curso no Senac, não ter abandonado o curso como bolsista nos últimos dois anos e não ter solicitado outra bolsa.

Os interessados nos cursos técnicos devem apresentar RG, comprovante de renda e histórico escolar. Os documentos podem ser entregues na unidade de inscrição ou enviados pelo Correios. Para os cursos livres há a opção de envio pela documentação pela própria inscrição.

As inscrições terminam 5 dias úteis antes da data de início dos cursos ou quando a relação de três inscritos por vaga for atingida. Para se inscrever, clique aqui.São oferecidas bolsas de estudos nos seguintes cursos:
Agente Comunitário de Saúde
Agente de Desenvolvimento Local
Agente de Turismo Receptivo
Agente Socioambiental
Almoxarife
Assistente Administrativo
Assistente de Administração de Pessoal,
Assistente em Logística Empresarial
Assistente em Marketing e Vendas
Assistente em Recursos Humanos
Assistente Financeiro
Auxiliar Administrativo
Auxiliar de Administração de Pessoal
Auxiliar de Cozinha
Auxiliar de Crédito e Cobrança
Auxiliar de Escritório
Auxiliar de Faturamento
Auxiliar de Tesouraria
Bombeiro Profissional Civil
Cabeleireiro Assistente
Captador de Recursos
Comprador
Confeccionista de Patchwork
Costureira Piloteira
Cozinheiro
Cuidador de Idosos
Cuidador Infantil
Depilador
Desenvolvimento de Sistemas
Designer de Criação e Montagem de Bijuterias
Doceiro (a)
Empreendedor em Pequenos Negócios
Empregada Doméstica
Garçom
Garçom Básico
Gestão de Tributos
Gestor de Projetos Sociais
Jardineiro
Manicure e Pedicure
Maquiador
Meio Ambiente para Técnico em Segurança do Trabalho
Moda e Estilo
Modelagem e Confecção Feminina
Modelista Assistente
Monitor de Recreação
Montagem e Manutenção de Computadores
Operação e Manutenção de Computadores
Operador de Computador
Operador de Supermercado
Programa Aprendizagem: gestão e negócios
Programa Educação para o Trabalho – trampolim
Programa Educação para o Trabalho – Novas Conexões – auxiliar administrativo de pessoal
Programador Web
Promotor de Vendas
Prótese Ortopédica Funcional dos Maxilares
Radialista – apresentação de programas de TV
Radialista – edição de videoteipe (VT)
Radialista – operação de câmera
Radialista – programação musical
Radialista – setor locução
Radialista – sonoplastia
Recepção e Atendimento Telefônico
Recepcionista de Eventos
Recepcionista em Meios de Hospedagem
Salgadeiro (a)
Segurança do Trabalho na Construção
Suporte e Administração de Redes
Técnicas de Zeladoria e Segurança em Condomínios
Técnico em Administração
Técnico em Arte Dramática
Técnico em Biblioteconomia
Técnico em Comércio
Técnico em Computação Gráfica
Técnico em Comunicação Visual
Técnico em Contabilidade
Técnico em Design de Interiores
Técnico em Enfermagem
Técnico em Enfermagem – complementação
Técnico em Enfermagem do Trabalho
Técnico em Estética
Técnico em Estilismo e Coordenação de Moda
Técnico em Farmácia
Técnico em Guia de Turismo
Técnico em Hospedagem
Técnico em Hotelaria
Técnico em Informática
Técnico em Informática para Internet
Técnico em Logística
Técnico em Massoterapia
Técnico em Meio Ambiente
Técnico em Multimídia
Técnico em Nutrição e Dietética
Técnico em Podologia
Técnico em Processos Fotográficos
Técnico em Publicidade
Técnico em Radiologia
Técnico em Recursos Humanos
Técnico em Redes de Computadores
Técnico em Secretariado
Técnico em Segurança do Trabalho
Técnico em Turismo
Vendedor
Vendedor de Material de Construção
Vitrinismo

Por : TED  Editorial

COMENTE AQUI

<<VOLTAR

Conheça os direitos de quem trabalha como temporário

Contratados temporários de final de ano também têm seus direitos

O final do ano é a época em que surgem muitas oportunidades de trabalhos temporários. A expectativa para 2011 é que abram 174 mil vagas em todo o país, aumento de 5% em comparação a 2010.

Trabalhar como temporário é uma boa oportunidade para elevar a renda e até mesmo de se colocar no mercado de trabalho!

Salário

O piso salarial dos trabalhadores temporários têm que ser iguais aos dos demais empregados.

Férias proporcionais

Os trabalhadores temporários têm direito às férias proporcionais em relação ao tempo de trabalho.

Décimo terceiro

Os trabalhadores temporários têm direito ao décimo terceiro salário proporcional à duração da prestação de serviço.

FGTS

Os trabalhadores temporários têm direito ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

INSS

Os trabalhadores temporários também têm que contribuir ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Vale-transporte

Receber vale-transporte também é um dos direitos dos trabalhadores temporários.

Rescisão

Os trabalhadores temporários não têm que pagar multa rescisória e nem cumprir aviso prévio.

Contrato

O contrato do trabalhador temporário deve ser feito por escrito entre a empresa tomadora de serviço e a agência de trabalho temporário. No documento devem constar o motivo justificador da demanda de trabalho temporário, as modalidades de remuneração da prestação de serviço e todas as especificações sobre o salário e os demais encargos sociais.

Encargos trabalhistas

A agência de trabalho temporário é a responsável por todos os encargos trabalhistas (salário, INSS, FGTS, vale-transporte, verbas rescisórias) decorrentes.

Período limite

O contrato de trabalho temporário não pod exceder três meses, exceto se houver autorização do órgão local do Ministério do Trabalho. No entanto, o período total do trabalho temporário não pode exceder seis meses.

Fonte : dinheiro msn

 

 

Por : TED  Editorial

COMENTE AQUI

<<VOLTAR

Vagas temporárias estão abertas em todo o país

Com a chegada do final do ano, shoppings, restaurantes e lojas recrutam funcionários temporários. Para quem precisa juntar uma grana, o trabalho costuma recompensar. Para jovens que procuram um emprego, essa pode ser a porta de entrada, pois muitos funcionários são efetivados. Veja a lista que preparamos com as melhores chances que você tem para agarrar sua vaga antes do natal!

Di Gaspi – A rede de lojas que tem unidades na capital e no interior de São Paulo, abriu o processo seletivo para preencher cerca de 600 vagas. São oportunidades para balconistas, operadores de caixa e estoquistas. Quer saber mais? Clique aqui. 
Work Able – A agência de marketing promocional abriu 2 mil vagas temporárias para atuação no varejo. As oportunidades são para empresas do segmento de alimentos e bebidas em todo o país. Clique aqui e saiba mais!
China House – Rede de restaurantes de comida chinesa está com 87 vagas de emprego abertas para o final do ano. As oportunidades são para capital e interior de São Paulo, Manaus e São Luiz do Maranhão. Para saber mais, clique aqui.
Shopping Center Norte – Lojas estão selecionando candidatos em São Paulo. Em algumas o trabalho começa já no final de outubro. Muitos dos temporários podem ser efetivados. Saiba mais aqui.
Shopping Light e Top Center Shopping – Lojas de shoppings em São Paulo começaram as contratações para 500 vagas temporárias de fim do ano – a maioria para o cargo de vendedor. Tenha mais informações aqui.
Shopping Metrô Itaquera – Lojas do shopping de São Paulo abriram a seleção para 900 vagas temporárias para vendedores, estoquistas, operadores de caixa e seguranças. Veja mais aqui.
Shopping Metrô Tatuapé e Boulevard Tatuapé – Lojas abriram cerca de 1 500 vagas temporárias. Os cargos disponíveis são para estoquista, vendedor, atendente, operador de caixa e auxiliar de cozinha. Há possibilidade de efetivação. Saiba mais clicando aqui.
Manpower – Consultoria de RH seleciona 5 mil temporários para o Natal. Há vagas espalhadas por todo país no setor de varejo. Os salários variam entre R$ 650 e R$ 1 800. Benefícios e comissão, exigências de habilidades, formação e experiência podem variar de acordo com o cargo ofertado. Veja mais aqui.
Continental Shopping – As lojas estão contratando cerca de 400 novos funcionários temporários para atender a demanda de compras de final de ano. Para concorrer a uma vaga, é preciso ser maior de idade, ter carteira de trabalho e Ensino Médio completo. As lojas contratarão até o início de novembro. Saiba mais aqui.
Cacau Show – A rede de chocolates abre neste final de ano 300 de empregos efetivos, com registro CLT, para auxiliares de produção, estoque e logística. Clique aqui e saiba mais.

Ofner – A confeitaria está contratando funcionários temporários para o fim de ano. Serão selecionados 240 colaboradores para a linha de produção na fábrica, logística, call center, grêmios e atendimento nas lojas da rede. Saiba mais aqui.

Shopping Taboão e Santana Parque Shopping – Os shoppings abriram novas oportunidades de emprego temporário. As vagas são para os cargos de atendente, estoquista, vendedor e caixa. Clique aqui para saber mais.

Por : TED  Editorial

Cast oferece 66 vagas na área de TI

A Cast, empresa especializada em soluções e serviços em tecnologia, abre 66 vagas de emprego em Brasília (DF), Rio de Janeiro (capital e Macaé) e São Paulo (capital e Araraquara). As oportunidades disponíveis são para estudantes universitários que cursem Tecnologia da Informação, Ciência da Computação e áreas afins. Profissionais formados também podem se candidatar.

Os jovens poderão atuar como analistas de sistemas Java, programadores Java, analistas de sistemas PHP, programadores ASP, analistas de requisitos e analistas de sistemas.

O processo de recrutamento inclui provas técnicas, dinâmicas de grupo e entrevistas. Os candidatos serão contratados de acordo com a disponibilidade de cada região.

Para concorrer é preciso cadastrar o currículo no site da empresa. Lá também estão os perfis específicos e os locais de cada vaga.

fonte: click carreira


Por : TED  Editorial

Garanta seu emprego até o Natal

O fim de ano é uma época cheia de oportunidades. Está precisando de uma renda extra? Nunca trabalhou? Que tal buscar um emprego temporário?! A Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem) estimou a abertura de 147 mil vagas no Brasil em 2011 – quase 30% delas será o primeiro emprego de muitos jovens.

“Para quem ainda está começando a carreira, o trabalho temporário cria a oportunidade de vivenciar diferentes cenários profissionais”, afirma Jismália de Oliveira Alves, diretora de comunicação da Asserttem.

A maior parte das contratações temporárias (70%) acontecerá no comércio, em funções como vendedor, embalador, atendente, estoquista e até Papai Noel.  Os candidatos com idade entre 18 e 39 anos têm mais chance de conseguir a vaga, que exige apenas o Ensino Fundamental completo na maioria das vezes.

“Ser simpático, comunicativo, educado e saber trabalhar em grupo são outros diferenciais que garantem um melhor desempenho ao profissional temporário do comércio”, diz Jismália. Nesse setor, a remuneração média é calculada entre R$ 690 e R$ 996 – valor que pode aumentar com a realização de horas extras e com o recebimento de comissão.

Já na indústria, a remuneração pode variar entre R$ 920 e R$ 1,3 mil. As principais empregadoras são as indústrias de bens de consumo, como alimentos, bebidas, brinquedos, eletrônicos, vestuário e papel.

Recrutamento e contratação – O processo seletivo dos temporários é mais dinâmico, uma vez que as empresas têm urgência em ocupar as vagas em aberto. “A seleção tem menos etapas e não nos prendemos tanto aos conhecimentos técnicos do candidato”, destaca Simone Coelho, gerente da consultoria Allis.

Ela recomenda que o candidato conheça a empresa para se sair bem. “Vá às lojas para entender como funciona o dia a dia e descobrir as características daquele negócio”, exemplifica.

A contratação dos temporários acontece sempre por intermédio de uma empresa especializada – em geral, uma agência de empregos. Vale destacar que o trabalhador não deve ser cobrado por essa mediação.

“Na verdade, a contratação de temporários por meio de empresas especializadas é uma boa alternativa para o empregador, pois, em meio à loucura do final do ano, ele não precisa se preocupar com processos de recrutamento e seleção de empregados”, afirma Eliana Saad, advogada com atuação na área cível e trabalhista. Ela explica que o trabalho temporário deve ser registrado na carteira de trabalho e, por lei, não pode exceder o período de três meses.

Os trabalhadores deverão assinar contrato e cumprir jornadas de oito horas de trabalho, com horas extras remuneradas. Eles também terão direito a férias proporcionais, adicional por trabalho noturno, 13º salário, seguro contra acidente de trabalho, fundo de garantia por tempo de serviço (FGTS) e benefícios da Previdência Social.

Para Jismália, da Asserttem, o registro na carteira e assinatura do contrato garantem que a oportunidade se trata de uma vaga temporária. “Fora isso, não é emprego formal e o interessado precisa pensar se vale a pena entrar em uma situação de ilegalidade”, diz.

Depois de conquistar o emprego e observar todos os requisitos legais, é hora de botar a mão na massa. “O trabalhador deve assumir a vaga como se fosse efetiva, trazer novas soluções e se propor a ir além do que é pedido”, ensina Simone, da Allis. Assim, ele terá mais chances se a posição se tornar fixa na empresa, já que 29% dos contratos poderão ser efetivados, de acordo com dados da Assertem.

Leia também
Vagas temporárias

fonte: click carreira

Por : TED  Editorial