FELIZ DIA DOS NAMORADOS

 

Por: TED Editorial

Anúncios

Dia Internacional do Livro 23 de abril

Hoje sendo o dia do livro indicamos este livro ALEGRIA – Linda, Gostosa, Amada, Poderosa e Muito Feliz Com o Peso que Você Tem, de Nelma Penteado.

Fala que não é preciso ser magra para esbanjar sensualidade. Não é preciso usar manequim 38 para conquistar um homem. Não é preciso se render aos padrões estéticos de magreza para ter autoestima. As mulheres gordinhas têm ocupado lugares de destaque nas revistas, na TV e cinema. Prova disto são os editoriais de moda das revistas mais famosas do mundo nesse segmento e o sucesso da estrela da TV Americana Oprah Winfrey. Nelma Penteado fez um livro que mostra como a mulher deve se aceitar e se comportar com o peso que tem.

Por: TED Editorial

Sexta-feira 13

 SEXTA FEIRA 13

De fato, as possibilidades de explicação para esta crença se encontram difundidas em diferentes culturas espalhadas ao redor do mundo. Uma das mais conhecidas justificativas dessa maldição conta que Jesus Cristo foi perseguido por esta data. Antes de ser crucificado em uma sexta-feira, o salvador das religiões cristãs celebrou uma ceia que, ao todo, contava com treze participantes.

Outra explicação sobre essa data remonta à consolidação do poder monárquico na França, especificamente quando o rei Felipe IV sentia-se ameaçado pelo poder e influência exercidos pela Igreja dentro de seu país. Para contornar a situação, tentou se filiar à prestigiada ordem religiosa dos Cavaleiros Templários, que, por sua vez, recusou a entrada do monarca na corporação. Enfurecido, segundo relatos, teria ordenado a perseguição dos templários na sexta-feira, 13 de outubro de 1307.

De acordo com outra história, a maldição da sexta-feira 13 tem a ver com o processo de cristianização dos povos bárbaros que invadiram a Europa no início do período medieval. Antes de se converterem à fé cristã, os escandinavos eram politeístas e tinham grande estima por Friga, deusa do amor e da beleza. Com o processo de conversão, passaram a amaldiçoá-la como uma bruxa que, toda sexta-feira, se reunia com onze feiticeiras e o demônio para rogar pragas contra a humanidade.

Reforçando essa mesma crendice, outra história de origem nórdica fala sobre um grande banquete onde o deus Odin realizou a reunião de outras doze importantes divindades. Ofendido por não ter sido convidado para o evento, Loki, o deus da discórdia e do fogo, foi à reunião e promoveu uma enorme confusão que resultou na morte de Balder, uma das mais belas divindades conhecidas. Com isso, criou-se o mito de que um encontro com treze pessoas sempre termina mal.

Apesar de tantos infortúnios associados a essa data, muitos a interpretam com um significado completamente oposto ao que foi aqui explicado. De acordo com os princípios da numerologia, o treze – por meio da somatória de seus dígitos – é um numeral próximo ao quatro, compreendido como um forte indício de boa sorte. Além disso, indianos, estadunidenses e mexicanos associam o número treze à felicidade e ao futuro próspero.

Por: TED Editorial

Biscoito especial de páscoa

Preste bastante atenção para preparar esta receita pois são muitas informações porém está tudo muito bem explicado, seguindo tudo corretamente não vai ter erro e você irá preparar deliciosos Biscoitos Especiais de Páscoa.

Ingredientes:

  • Massa:
  • 1 e 3/4 de xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1 pitada de sal
  • 1/2 xícara (chá) de chocolate em pó
  • 1/2 xícara (chá) + 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 xícara (chá) de manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • Decoração:
  • pasta americana pronta
  • corantes amarelo, laranja e vermelho
  • ovinhos de chocolate ao leite e meio amargo
  • coco ralado
  • Glacê Royalle:
  • 250 g de açúcar impalpável (ou de confeiteiro)
  • claras de 2 ovos médios em temperatura ambiente
  • 6 gotas de limão
  • Cenourinha:
  • 200 g de chocolate branco
  • corante especial para chocolate
  • Ganache:
  • 200 g de chocolate ao leite picado
  • 1 lata de creme de leite sem soro
  • 1/2 xícara (café) de café forte e frio (opcional)
Receitas de Biscoito especial de páscoa

Modo de Preparo:

  • Massa:
  • Peneire numa tigela a farinha, o sal e o chocolate e reserve. Bata na batedeira o açúcar e a manteiga até obter uma mistura homogênea. Adicione os ingredientes secos peneirados e bata por cerca de 2 minutos, em velocidade mínima, até obter uma massa consistente. Embale a massa em filme plástico e leve à geladeira por 30 minutos. Em seguida, abra a massa com um cilindro numa superfície plana levemente enfarinhada. Corte a massa com um cortador redondo de 6 cm de diâmetro e disponha os círculos numa assadeira forrada com papel-manteiga. Leve ao forno médio, preaquecido, por cerca de 15 minutos, ou até ficarem firmes.
  • Glacê royalle:
  • Peneire o açúcar na tigela da batedeira. Junte as claras e misture com uma colher até ficar homogêneo. A seguir, bata na batedeira, em velocidade máxima, por 10-15 minutos (para saber o ponto retire um pouco de glacê com um garfo e verifique se não cai). Junte o limão e bata por mais 2 minutos. Cubra a tigela com um pano úmido, para não ressecar, e reserve.
  • Cenourinha:
  • Coloque o chocolate numa tigela refratária e derreta em banho-maria. Junte o corante e misture. Molde nas forminhas somente depois que estiver frio.
  • Flores:
  • Tinja a pasta americana com os corantes e faça as flores usando um cortador. Em seguida, levante levemente as pétalas.
  • Ovinhos:
  • Coloque o glacê num saco de confeiteiro com bico perlê liso e contorne os ovinhos de chocolate. Cole as florzinhas com glacê. Em seguida, misture um pouco de glacê com corante em gel verde e coloque no saco de confeiteiro com bico folha para fazer as folhinhas. Finalize fazendo o miolo das flores com o glacê branco.
  • Ganache:
  • Coloque o chocolate, o creme de leite e o café numa tigela refratária e leve ao fogo, em banho-maria, mexendo sempre até ficar homogêneo. Retire e reserve.
  • Montagem:
  • Coloque o ganache num saco de confeiteiro com bico perlê liso e contorne a borda dos biscoitos, fazendo 2 camadas. Polvilhe o coco e complete com 2 ovinhos de chocolate decorados e 1 cenoura.

Retirado de: clickgratis.com

Por: TED Editorial

História da Páscoa


Origens do termo, Páscoa entre os judeus e cristãos, a história do coelhinho da páscoa e os ovos de chocolate, significados, importância, formas de comemoração e celebrações, rituais e símbolos

As origens do termo

A Páscoa é uma das datas comemorativas mais importantes entre as culturas ocidentais. A origem desta comemoração remonta muitos séculos atrás. O termo “Páscoa” tem uma origem religiosa que vem do latim Pascae. Na Grécia Antiga, este termo também é encontrado como Paska. Porém sua origem mais remota é entre os hebreus, onde aparece o termo Pesach, cujo significado é passagem.

Entre as civilizações antigas

Historiadores encontraram informações que levam a concluir que uma festa de passagem era comemorada entre povos europeus há milhares de anos atrás. Principalmente na região do Mediterrâneo, algumas sociedades, entre elas a grega, festejavam a passagem do inverno para a primavera, durante o mês de março. Geralmente, esta festa era realizada na primeira lua cheia da época das flores. Entre os povos da antiguidade, o fim do inverno e o começo da primavera era de extrema importância, pois estava ligado a maiores chances de sobrevivência em função do rigoroso inverno que castigava a Europa, dificultando a produção de alimentos.

A Páscoa Judaica

Entre os judeus, esta data assume um significado muito importante, pois marca o êxodo deste povo do Egito, por volta de 1250 a.C, onde foram aprisionados pelos faraós durantes vários anos. Esta história encontra-se no Velho Testamento da Bíblia, no livro Êxodo. A Páscoa Judaica também está relacionada com a passagem dos hebreus pelo Mar Vermelho, onde liderados por Moises, fugiram do Egito.

Nesta data, os judeus fazem e comem o matzá (pão sem fermento) para lembrar a rápida fuga do Egito, quando não sobrou tempo para fermentar o pão.

A Páscoa entre os cristãos

Entre os primeiros cristãos, esta data celebrava a ressurreição de Jesus Cristo (quando, após a morte, sua alma voltou a se unir ao seu corpo). O festejo era realizado no domingo seguinte a lua cheia posterior al equinócio da Primavera (21 de março).

Entre os cristãos, a semana anterior à Páscoa é considerada como Semana Santa. Esta semana tem início no Domingo de Ramos que marca a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém.

A História do coelhinho da Páscoa e os ovos

A figura do coelho está simbolicamente relacionada à esta data comemorativa, pois este animal representa a fertilidade. O coelho se reproduz rapidamente e em grandes quantidades. Entre os povos da antiguidade, a fertilidade era sinônimo de preservação da espécie e melhores condições de vida, numa época onde o índice de mortalidade era altíssimo. No Egito Antigo, por exemplo, o coelho representava o nascimento e a esperança de novas vidas.

Mas o que a reprodução tem a ver com os significados religiosos da Páscoa? Tanto no significado judeu quanto no cristão, esta data relaciona-se com a esperança de uma vida nova. Já os ovos de Páscoa (de chocolate, enfeites, jóias), também estão neste contexto da fertilidade e da vida.
A figura do coelho da Páscoa foi trazido para a América pelos imigrantes alemães, entre o final do século XVII e início do XVIII.

Retirado de: Superpesquisa.com

Por: TED Editorial

Dicas de Páscoa

Dicas

A época mais amada e odiada das mulheres está finalmente chegando: A Páscoa! Mas antes de fazer greve de fome enquanto o feriado não chega, fiquem atentas a algumas dicas que  vocês podem usar para aproveitar com tudo o chocolate, sem temer os malditos pneuzinhos que vem com eles.

Se você vai se dar ao luxo de sair da dieta, saia ryca. Ovos de Páscoa (apesar de muito divertiiiidos) saem muito mais caros do que a quantidade equivalente de chocolate na versão barra. Só compre essas versões se for presentar crianças – ou quem enche muito seu saco com as malditos brinquedinhos que vem nos ovos tipo a @VFeminina -, não vale a pena gastar um centavo a mais da sua preciosa poupança para Louboutin com isso! Inove com outras delícias doces, como cupcakes ou bombons: verdadeiros mimos de Páscoa, são práticos para presentear e também podem ser feitos de forma super criativa.

E até para você estiver se segurando na dieta, quem disse que a Páscoa não pode ser bem comemorada? Só porque essa ocasião gira 105% em torno do chocolate, não quer dizer que você não pode sugerir coisas novas: uma festa com as amigas com temática bunny, roupas inspired no clima, licor de chocolate, drinks… vale tudo para comemorar a data com estilo e sem culpa. Aproveite!

Retirado de: Verdadefeminina.com

Por: TED Editorial

DICAS PARA AGUENTAR O CARNAVAL


Para poder se divertir e sempre ter aquele pique, tem que tomar algumas precauções:

  •  Beba muita água e líquidos,  invista em isotônicos que repõem o sódio, o potássio e as vitaminas perdidas; sucos de fruta, água de coco e água, que hidratam.
  • é indicado a ingestão de carboidratos encontrados em massas e pães.
  •  invista em uma barrinha de cereal ou uma fruta. Um pedaço de queijo vai bem.
  • carnes magras (peixe e frango), cereais, arroz, feijão, legumes e verduras.

Alguns alimentos para dar energia:

  • açaí é outra ótima opção para esta época do ano porque possui alto teor energético. Servido com ou sem granola, xarope de guaraná ou frutas, o alimento fornece ferro, fósforo, cálcio, potássio e vitaminas E e B1, além de muitas fibras. Perfeito para repor as energias, o glicogênio muscular e impedir a perda de massa magra, além de tudo, o açaí é uma delícia.
  •  Invista no açai, é um poderoso energético principalmente se servido com mel e granola.
  • A banana é uma ótima opção de lanche para garantir disposição
  •  As amêndoas são fáceis de levar e de comer, são fonte de energia garantindo assim energia e disposição
  •  Reforcem as porções de carboidrato. Claro que sempre mantendo um equilíbrio entre proteína, legumes e carboidrato, mas em situações desgastantes como a do Carnaval é no carboidrato que você deve investir, já que uma das suas funções é produzir energia
  •  Barras de cereais, os cereais integrais em geral devem ser consumidos, e como as barrinhas são fáceis de levar é uma ótima opção de lanche também, é importante fazer um lanchinho de 3 em 3 horas

Evite misturar bebidas alcoólicas, sobretudo os energéticos. Essas misturas podem sobrecarregar o fígado e causar sérios danos a saúde. Alimentos embutidos, como: salames, presuntos e queijos amarelos também devem ser cortados. Doces e frituras também saem da lista.

 

E se exagerar na bebida uma dica para melhorar a ressaca:

Bata no liquidificador:

Meia maçã picada

Meia cenoura

Suco de uma laranja pêra ou um copo de água de côco

Um talo de aipo ou salsão

Adoce com pouco açúcar e tome três copos ao dia, mesmo que a sensação de ressaca já tenha passado.

 

Por: TED Editorial

COMIDAS E BEBIDAS DO CARNAVAL

COMIDAS E BEBIDAS DO CARNAVAL

Claudia M. de Assis Rocha Lima
Pesquisadora

O Recife tem um sabor especial nos dias de carnaval, um sabor típico de infância, do gosto doce dos “Filhós” ou “Filhoses“, servidos com bastante calda de açúcar e um leve toque de cravo-da-índia ou erva-doce. Se quiser provar, eis a receita: 1/2 quilo de farinha de trigo; 1 colher de sopa de óleo; 6 ovos; 1 colher de sopa de fermento; água o bastante; sal. Põe-se a água para ferver, com sal, e vai-se juntando a farinha, aos poucos, até formar um mingau grosso. Depois de bem cozido, retirar do fogo e deixar esfriar. Juntar os ingredientes restantes e bater a massa, que deve ficar meio rala. Fritam-se os filhoses em óleo quente, colocado em colheradas e depois de fritos descançam em papel absorvente. A parte, faça um mel de erva-doce ou cravo-da-índia da seguinte forma: 1/2 quilo de açúcar, 2 copos de água e uma trouxinha de erva-doce, levar ao fogo e deixar que a água evapore se tornando um mel. Prove e aprove.

O carnaval vem acompanhado de muita fome, pois dançar o frevo requer muita sustância, para reativar as forças sugerimos: Sarapatel (miúdo de porco); BacalhauChambaril (pirão do osso buco de boi); Mão de vaca (pirão das patas de boi); Guaiamunzada; entre diversos outros pratos que formam o menu do pernambucano.

Muitas bebidas surgiram como típicas do carnaval, como é o caso do Pau do Índio e o Axé, de produção caseira, vendidos nas ladeiras de Olinda. Mas o sabor tradicional de folia é o Bata-bate de maracujá, servidos em filtros de barro, à gosto do bebedor. Faça seu bate-bate: 1/2 garrafa de aguardente de boa qualidade; 1/3 da garrafa de suco de maracujá; 1 copo de mel (em ponto fraco); 1 colher de sopa de mel de abelha; bater e servir.


Direitos Reservados à Autora
Claudia M. de Assis Rocha Lima
Av. Beira Rio, 1091/701 – Torre – Recife – PE
Fone: 445.2314

Por: TED Editorial